Férias

Sim, eu posso entitular esse post com o nome do livro da Marian Keyes, até porque durante as minhas férias, eu fiz quase um remake da Rachel. Mas não precisei de 118 páginas para me ligar.

Aí que eu tenho muito tempo livre no trabalho né. Então aqui eu leio vários livros, inteiros, em pdf. Já li Los Angeles (da Marian também), O Iluminado, e alguns volumes do Gossip Girl. Ai eu li Férias.

É.

Só que a vida não é um livro que termina com tudo certo e no seu lugar. Super legal você passar o tempo todo analisando o comportamento dos outros, achando que tem gente ali querendo falar coisas que não diz, ou reparando que o alguém se sente um merda na vida e por isso quase chora quando isso vem à tona numa discussão, enfim. E achar que você não tem nada a ver com eles.

Mas aí você volta pra sua vida, onde você não precisa fingir ser quem não é porque não quer criar vínculo emocional com as pessoas. E leu esse livro maldito. E um belo dia você pára pra analisar você, e percebe que está numa posição absolutamente errada. Errada em todos os graus. Tudo obviamente num nível inconsciente, que é assim que a vida funciona. O que explica por que a gente gosta de algumas pessoas logo de cara, ou não vai com a cara de outras sem motivo. Muitos sinais sendo enviados sem que a gente perceba. Repare que eu li um livro (em pdf e bem chick-lit) e já inseri a moral nas minhas veias. Então, é esse o efeito que esse tipo de livro causa.

Porque ninguém é uma ilha, e quando você manda sinais você manda pra outras pessoas. Que te mandam sinais de volta. E aí você, muito espertona, pára pra reparar na meia dúzia de besteiras que viu. Se acha a própria Rachel, analisando a posição hipócrita em que você se encontra, criando imagens de alguém.

Alguém que está claramente criando conceitos de você de volta.

E aí, meu bem, que essa história de brincar de juiz pode acabar com o teu dia, e principalmente acabar com você. É óbvio que tem gente que causa esse efeito e não faz a mínima idéia. Mas a culpa é de quem? Ninguém mandou eu ir ler livro e ficar me identificando, o que eu sempre faço. Aliás, Emily de “Los Angeles”, me abraça.

Anúncios

Um comentário em “Férias

  1. curti seu texto sobre férias, foi bem uma reflexão sobre ele hauhsuahsuhausa
    achei férias mais engraçado, mas acho que me identifiquei mais com a claire e suas teorias. a anna nem preciso falar que foi a que eu mais gostei porque é bem desligada, tipo eu. to louca pra ler os outros livros, acho que vou seguir sua dica.
    beeijo

So what?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s