Not in a thousand years.

Estava eu, Camila, linda como sempre não fazendo nada no meu trabalho depois de um dia de folga em plena segunda-feira graças a uma virose, (ou seja, hoje é terça-feira) quando eu resolvi escrever aqui e precisava de alguma inspiração porque ultimamente penso em várias coisas, e escrevo nenhuma. Então decidi dar uma olhada nos posts antigos e imagine a minha admiração pela minha persistência ao perceber que esse blog existe há exatos dois anos e seis meses. Sim, meu primeiro post foi no dia 16 de fevereiro de 2009 e era apenas um trecho de rehab da não-ainda-falecida Amy Winehouse.

Pois é. Passaram-se dois anos e o Corinthians ainda não ganhou a libertadores. Passaram-se dois anos e eu ainda tenho tirinhas do Calvin para ler. Esse tempo passou e eu ainda não li A menina que roubava livros de novo. E ainda é verdade.

time stretched and contracted depending on his absence or presence.

Anúncios

So what?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s